Visa Platinum: Cartão de Crédito e seus benefícios

Você conhece os cartões Visa Platinum? Sabe quais são os benefícios deste cartão de crédito para seu usuário.

*Benefícios e seguros válidos somente para compras com cartões combo (funções crédito e débito num mesmo plástico). Os cartões de débito puro permanecem sem benefícios.
1. Para ligações feitas de telefone celular, todas as taxas de roaming são de responsabilidade do usuário.
2. Chamada a cobrar através de um operador internacional.
O serviço não está disponível na Síria, Irã, Coreia do Norte, Sudão, Cuba e Crimea.

Aumentar Limite Nubank: 7 Dicas

Você que gostaria de aumentar o limite do cartão de crédito Nubank, mas não consegue, podemos te ajudar. Existem algumas dicas simples que quando colocadas em prática, aumentam a chance de ser aprovado quando se solicite o aumento do limite do seu cartão no aplicativo.

Visto que muitos usuários do banco digital mais querido atualmente enfrentam este problema, vamos listar 7 dicas simples para você conseguir finalmente um limite mais alto de crédito no seu cartão, vamos lá.

Como aumentar seu limite do Nubank

  1. Pague sua fatura antecipada: Uma forma simples de ter mais limite para gastar com seu cartão, mesmo com limite estourado, é pagar sua fatura antecipada. Esta ação além de liberar seu crédito, pode aumentar sua pontuação com o banco, fazendo que aumente suas chances de ter um maior limite para cartão.
  2. Não atrase seus pagamentos: Esta é uma medida que deve ser obrigatória para quem faz uso do cartão como pagamento. Além de garantir que você não pague juros absurdos do crédito rotativo, poderá aumentar sua pontuação de crédito junto às entidades financeiras.
  3. Concentre seus gastos no cartão: Utilize ao máximo seu cartão em suas compras, aumentando assim seus gastos e sua pontuação. Ao pagar sua fatura com valor mais alto, o sistema do banco entende que poderá liberar mais limite para sua conta.
  4. Solicite o aumento no aplicativo: O próprio aplicativo do Nubank permite que qualquer usuário solicite um aumento. Assim, não será preciso esperar que o banco faça uma análise de crédito, aumentando o prazo para solicitação.
  5. Indique novos usuários: Você poderá indicar novos amigos e familiares para abrirem sua conta no banco digital Nubank. Sempre que um cadastro é aprovado, você ganha pontos no sistema.
  6. Utilize sistema de pontos: O Nubank criou recentemente seu programa de pontos, chamando NuRewards. Com ele você acumula pontos sempre que paga sua fatura. Além de poder trocar seus pontos por milhas, produtos e serviços, também poderá utilizar o desconto e abater em seus gastos na fatura. Este serviço consequentemente aumentam suas chances de ter um maior limite no cartão
  7. Outras dicas no vídeo abaixo:

O que fazer em casos de perda ou roubo de cartão de crédito

cartao de credito roubado ou perdido

Quando menos se está esperando, é que os imprevistos acontecem. Ninguém deseja passar por um episódio de perda ou roubo de cartão de crédito, mas, se por acaso isso vier a acontecer, é melhor está preparado. E você, sabe como agir em uma situação como essa?

Perda ou roubo de cartão de crédito: 4 dicas

Foi voltada também para esse tipo de situação que Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lançou uma cartilha de relacionamento chamada de Você e o seu Banco. Confira quatro dicas da instituição e esteja preparado para lidar com a perda ou roubo de cartão de crédito:

1. Informe o ocorrido

Você deve telefonar imediatamente para o emissor do seu cartão de crédito (banco ou administradora) para reportar a perda ou o roubo do seu dinheiro de plástico.

2. Solicite o cancelamento

Durante a ligação, peça ao atendente o cancelamento do cartão. Como medida de segurança, anote a hora em que ligou, que funcionário lhe prestou auxílio e o número de controle de seu pedido.

3. Cancelamento também pela internet

Alguns bancos também permitem realizar o processo diretamente pelo internet banking. Basta fazer o login normalmente no site da instituição financeira da qual você é cliente e clicar na opção Comunicar perda ou roubo do cartão.

Saiba como negociar dívida do cartão de crédito

4. Faça um B.O.

Independentemente se for furto ou roubo, é recomendado que se realize um boletim de ocorrência para isentá-lo de qualquer mau uso do seu cartão de crédito após o acontecido.

Para evitar mais transtornos, você pode prestar queixa da perda ou roubo de cartão de crédito pela internet. Vários estados oferecem o serviço do boletim de ocorrência online – RSPRRJSPMGDFBACE e AC são alguns deles.

O que acontece após a comunicação

Seguidos os passos sugeridos pela Febraban, você pode ficar mais tranquilo. Logo após o emissor ser avisado, o seu cartão será bloqueado. Além disso, por se tratar da modalidade crédito, você passa a não ser mais responsável por eventuais compras indevidas feitas com ele.

Caso ache necessário, pode encaminhar cópias dos documentos para o banco emissor, a administradora do cartão e aos serviços de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Isso pode ajudá-lo, inclusive, a receber alguma eventual indenização futura.

Para se precaver de eventuais problemas, pode ser válido buscar um serviço opcional oferecido com alguns emissores: o seguro. Ele serve para cobrir o uso fraudulento do cartão de crédito até a efetiva comunicação do extravio ou roubo.

3 situações em que vale a pena pegar empréstimo

emprestimos

Em função dos altos juros e do comprometimento com uma nova dívida, nem sempre vale a pena pegar empréstimo no banco. Ainda assim, existem muitas situações em que essa fonte de dinheiro rápido e seguro pode dar uma grande ajuda nas finanças. Para impulsionar um empreendimento ou começar a resolver complicações, um empréstimo bem planejado é opção.

Situações em que vale a pena pegar empréstimo

  • Comprar à vista

Se você tem o objetivo de comprar um carro ou uma casa, deve saber que pagar à vista pode render bons descontos no valor final. Acontece que não é tão fácil conseguir acumular o valor necessário para pagar esses bens sem parcelamento. Nesses casos, com uma busca por um bom serviço de crédito, que tenha juros iguais aos de um financiamento, vale a pena pegar empréstimo e pagar à vista.

  • Quitar dívidas

Quando você tem dívidas muito altas e não está dando conta de pagá-las, como é o caso cheque especial, em que os juros podem ser verdadeiros vilões, vale a pena pegar empréstimo e quitar tudo de uma vez. Você só vai ter que se preocupar com uma conta e uma taxa de juros. Mas é preciso ter controle e não adquirir novas dívidas.

  • Começar negócios

Outro momento em que vale a pena pegar empréstimo é quando você vai começar um negócio. Mesmo que não seja tão válido assim dar início a um projeto quando já está com dívidas, o valor conseguido com o banco pode impulsionar o empreendimento e você tem a chance de realizar algo com mais qualidade do que faria sem essa ajudinha.

Quando você não deve correr o risco de pegar empréstimo

Acontece que não vale a pena pegar empréstimo para pagar todas as suas contas. Isso porque você vai acabar fazendo novas dívidas e tem ainda mais chance de se complicar com as finanças. É por isso que contas de cartão de crédito, por exemplo, não devem ser pagas através de empréstimos bancários, já que os juros não costumam compensar.

Também não vale a pena correr o risco se você conhece sua falta de autocontrole com as finanças e sabe que não vai conseguir renunciar a novos gastos para pagar as parcelas do empréstimo. O serviço de crédito pode se tornar apenas uma nova complicação na sua vida.

Como negociar dívida do cartão de crédito

Priorizar dívidas: saiba que critérios utilizar para o pagamento

Pense na seguinte situação: você está endividado, com contas de luz, água e gás vencidas. Cartão de crédito a vencer com um valor alto e cheque especial perto do limite. Você provavelmente se pergunta: qual critério deve ser utilizado na hora de priorizar dívidas?

A situação é mais comum do que se pensa no Brasil. De acordo com a Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em março de 2015 o percentual de famílias endividadas no país chegou a 59,6%, contra 57,8% do mês anterior.

Para sair do momento de dificuldade, é preciso planejamento e controle financeiro.

Saiba como funciona o Saque com Cartão de Crédito

Negociação para priorizar dívidas

Pagar dívidas de serviços essenciais, como água, luz e gás, deve ser prioridade, uma vez que o corte pode complicar a vida da família toda. Tributos e pensão alimentícia também são críticos, em muitos casos, pois podem levar à penhora de bens mais facilmente que as dívidas com empresas e bancos.

Ao priorizar as dívidas com bancos, o melhor, recomenda Domingos, é procurar o gerente e pedir que se junte em um mesmo pacote os débitos de cheque especial, cartão de crédito e demais empréstimos, que possuem juros mais elevados. Na negociação, o ideal é chegar a uma linha de crédito diferente, mais alongada, com juros médios de 2,5%, cuja prestação seja menor do que o valor total dos juros que a pessoa pagava mensalmente.

“A partir do acordo com o banco, o devedor estará pagando não mais apenas os juros, e sim o valor principal, fazendo com que a dívida seja efetivamente liquidada ao longo do tempo”, explica.

Se não houver possibilidade de acordo com a instituição, o educador financeiro recomenda poupar, para quando o endividado for procurado pelas empresas de recuperação de crédito contratadas pelos bancos tenha melhores condições de negociar a quitação em valores menores.

Como resolver problemas financeiros e quitar seu cartão de crédito

Se você está tendo dificuldades em quitar alguma dívida de cartão de crédito, respire fundo. Há, sim, solução para isso. Em meio ao “susto” causado pelo débito, pode parecer que não há como resolver problemas financeiros. Mas mantenha a calma: ao organizar bem as contas, você pode sair do vermelho.

É claro que o cartão de crédito pode gerar uma dívida pesada, em função das altas taxas de juros no rotativo – cobrado quando o usuário pratica aquele que talvez seja o símbolo do mau uso da ferramenta: pagar apenas o valor mínimo da fatura.

Conforme a Associação Nacional dos Executivos de Finanças (Anefac), a taxa média de juros dos cartões voltados à pessoa física chegou a 14,56% ao mês em janeiro (o que resulta em 410,97% ao ano). É o maior índice desde outubro de 1995.

Por isso, a primeira lição é não pagar o valor mínimo da fatura. Como o juro será muito alto nos próximos boletos, pode se se tornar impossível de pagar. A lógica é simples: se você já está com dificuldades de honrar sua conta neste mês, imagine quando o valor vier corrigido.

Como resolver problemas financeiros em 5 passos

1. Não pague o mínimo

O pagamento do valor mínimo, como já foi explicado, pode ser tornar uma bola de neve. Sempre que isso ocorre, o valor que você deixou de pagar vem corrigido pelo juro rotativo, que é o famoso juro sobre juro. Se necessário, avalie quais contas têm a menor correção. Mas nunca deixe de pagar a fatura.

2. Faça uma planilha

Não há outra forma de organizar suas contas. É necessário anotar nessa planilha tudo o que se gasta. Se o aperto for grande, anote até mesmo pequenos custos, como um lanche fora de casa. Assim, você terá informações suficientes para ver o que se pode cortar. Pegue sua fatura do cartão para uma boa análise dos gastos.

3. Corte gastos

Se você realmente deseja quitar suas dívidas, o próximo passo é reduzir ao máximo as despesas. Veja tudo o que pode ser eliminado ou reduzido. Planos de telefonia e de TV por assinatura podem ser alterados, por exemplo. Que tal escolher um pacote mais econômico? O mesmo vale para as tarifas bancárias.

Em momentos complicados, também é importante ter em mente que não se pode manter o padrão de vida a que estamos acostumados. Afinal, ter o nome limpo é prioridade, assim como uma reserva financeira para casos de emergência. Isso significa que a vida social e os hábitos de consumo devem ser revistos.

4. Aprenda a tomar decisões financeiras

Essa é uma questão crucial para conseguir quitar as dívidas e manter a saúde financeira. É preciso tomar decisões importantes, como eliminar certas contas, reduzir outras e, em casos mais extremos, vender algum bem, mudar de casa, passar a usar o transporte público. Enfim, não basta ter inteligência. É preciso se desapegar de velhos hábitos.

5. Renegocie os débitos

Após estudar seus números, tendo clareza sobre o quanto dispõe para fazer um parcelamento, procure o credor e avalie uma renegociação. No entanto, lembre-se que, em caso de descumprimento dos pagamentos, você volta à estaca zero. Portanto, só faça um acordo quando tiver segurança.

Aproveite os benefícios do cartão

Para quem usa o cartão com consciência e aproveita todos os seus benefícios sem comprometer o bolso, falta só escolher aquele que mais se adapta às suas necessidades e exigências.